PEDREIRENSES PELO MUNDO: Dr. José Eduardo Moraes Rego de Sousa, o mundo o reverencia


O estado do Maranhão que é berço daquele que é considerado o pai da medicina legal no Brasil, o médico Raimundo Nina Rodrigues, também é berço de outro ilustre médico maranhense, o Prof. Dr. José Eduardo Moraes Rego de Sousa.

José Eduardo Moraes Rego de Sousa é um médico cardiologista do Brasil. Pioneiro da Cardiologia Intervencionista (hemodinâmica) fez as primeiras cineangiocoronariográficas no Brasil (1966) e é o criador da técnica (2001) de revestir o stent a ser implantado na artéria coronária com um fármaco (rapamicina), que reduz a reestenose, isto é, impede que a artéria desenvolva novamente estreitamento no sítio tratado. Foi também diretor do Instituto Dante Pazzaneze de Cardiologia. É membro da Academia Brasileira de Medicina, livre-docente da Escola Paulista de Medicina e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.


O Prof. Dr. José Eduardo Moraes Rego de Sousa é considerado um dos pioneiros da Cardiologia Intervencionista mundial. Os principais periódicos americanos, The New York Times, The Wall Street Journal e a revista Time, publicaram reportagem matéria sobre a mais importante descoberta no tratamento das doenças cardiovasculares: o revolucionário trabalho de Stent Coronário revestido com Sirolimus (substância que impede a reestenose das artérias coronárias), desenvolvidos pioneiramente pelo cardiologista maranhense José Eduardo Moraes rego de. Para nós, brasileiros, essa foi a maior contribuição científica que o país já deu para o avanço da medicina mundial. Neste momento, o Dr. José Eduardo de Moraes Rego de Sousa é o principal nome da cardiologia mundial e uma referência de todos “sites” da especialidade disponíveis na Internet.


Existem marcas na vida de um profissional que não podem ser esquecidas, e com certeza a minha ocorreu em março deste ano, durante a realização do Congresso Americano de Cardiologia, na Flórida. Um auditório lotado com toda comunidade cardiológica mundial, e lá estava o dr. Eduardo Sousa a demonstrar a sua nova técnica, que vem solucionando o último dos problemas (reestenose) que ocorria no tratamento das doenças coronárias. Para não esquecer suas origens, até mesmo uma réplica do bumba-meu-boi em seus slides fora demonstrada. Emoção e orgulho foram as sensações que tiveram os brasileiros presentes, principalmente os conterrâneos que ali estavam, eu e dr. Bonifácio Barbosa. No mesmo auditório que horas após o presidente George W. Bush falaria para encerrar o evento. Lá não estava o Pelé para ensinar futebol aos americanos, capacidade de que já não somos detentores. Era um brasileiro que nascera no lado pobre do Brasil a ensinar técnicas de tratamento cardiológico ao mundo.
É importante lembrar que o dr. José Eduardo Moraes Rego de Sousa é um maranhense voltado para os maranhenses. Inúmeros são os favores que a população desta terra deve a este profissional, segundo os meus pares dos hospitais dirigidos por Eduardo, tanto o Instituto de Cardiologia e Hospital do Coração. Doente do Maranhão é prioridade!

Dr. Eduardo sendo homenageado em Maceió 

Pedreiras precisa reverenciá-lo, o Maranhão precisa reverenciá-lo.

FONTE: TEXTO DO DR. JOSÉ XAVIER DE MELO FILHO, imirante.com e Blog www.maranhaomaravilha.blogspot.com.br

Saiba mais o sobre Eduardo Souza:


  • Médico especialista em Cardiologia.
  • Livre-Docente de cardiologia da Escola Paulista de Medicina.
  • Professor e orientador de pós-graduação na disciplina de cardiologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
  • Chefe do Laboratório de Hemodinâmica do Hospital do Coração da Associação do Sanatório Sírio.
  • Diretor técnico do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia.
José Eduardo Moraes Rego Sousa

Secção de Medicina - cadeira 09 - patrono Miguel de Oliveira Couto

Possui graduação em medicina pela Faculdade de Medicina, da Universidade Federal de Pernambuco (1958). Concluiu a especialização em cardiologia pediátrica, pela Harvard Medical School, em 1963, e o doutorado em cardiologia pela Universidade de São Paulo, três anos mais tarde. Tem livre-docência pela Universidade Federal de São Paulo, em 1974.

Moraes Rego foi diretor técnico do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia entre 1983 e 2004. Atualmente, é presidente do conselho de curadores da Fundação Adib Jatene, diretor médico e chefe do serviço de cardiologia intervencionista do Hospital do Coração da Associação do Sanatório Sírio.

É professor de pós-graduação e orientador da Universidade de São Paulo desde 1993. Publicou cerca de 400 artigos em periódicos especializados, como autor e/ou co-autor e 744 trabalhos em anais de eventos. Possui 64 capítulos de livros publicados. Participou de mais de uma centena de eventos no exterior e no Brasil e ainda recebeu dezenas de prêmios e homenagens. Nos últimos 12 anos, participou de 85 projetos de pesquisa. Tem experiência na área de medicina, com ênfase em cardiologia intervencionista. Atua principalmente nos seguintes temas: stents, stents coronários, reestenose e infarto agudo do miocárdio.

8 comentários:

  1. Já tinha realizado um trabalho na faculdade sobre stents farmacológicos e citamos o Dr José Eduardo diversas vezes. Apesar de ter ouvido falar que ele era de Pedreiras, não tinha encontrado em nenhum lugar essa informação. Fico muito feliz por ele ser da nossa terra e fazer tanta diferença no campo da angioplastia!

    ResponderExcluir
  2. Agora fiquei envaidecido por ser pedreirense.

    Chico Melão

    ResponderExcluir
  3. Agradeço ao blog por ter acatado meu pedido de citar e homenagear esse médico. Um orgulho para os maranhenses e, pricipalmente, para os pedreirenses. Valeu!!

    ResponderExcluir
  4. CONHEÇO UM SOBRINHO DELE É MEU AMIGO DE INFANCIA, TRABALHA NA FUNASA O NOME DELE É JOÃO BATISTA DE MORAES REGO.

    ResponderExcluir
  5. Allan Roberto - Médico7 de novembro de 2012 17:50

    Sou testemunha como estudante de Medicina no RJ, pós-graduando e no exercício da profissão em SP da sumidade e exponência máxima e ímpar que é o pedreirense Dr. Luís Eduardo Moraes Rego na Cardiologia e na Medicina mundialmente. E interessante é que maranhense, especialmente os pedreirenses, independente da origem social, têm tratamento VIP dado por ele nas instituições em que ele trabalha ou dirige em SP -- ele, justo ele, que é procurado e disputado para uma consulta pelos poderosos do mundo todo, se chegar um pedreirense lascado lá da invasão do Parque das Palmeiras, por exemplo, terá prioridade perante qualquer Bill Clinton em sua ante-sala de consultório e sem pagar nada.
    Temos muito que nos orgulhar dele, que por onde anda se orgulha de dizer que é pedreirense e declama Pedreiras e nossa cultura pelo mundo.

    ResponderExcluir
  6. O MEU PAI É FILHO DE MANOEL VERISSIMO DE MORAES REGO NETO, QUE É PRIMO DO DOUTOR EDUARDO, O NOME DELE É JOAO BATISTA DE MORAES REGO O DOUTOR O ABENCOOU QUANDO CRIANÇA.

    E MEU PAI TEM O MAIOR ORGULHO DESTE ACONTECIMENTO.

    NAYARA REGO

    ResponderExcluir
  7. Eu que ja sou feliz agora então fico mais ainda por ser de Pedreiras e por ser Moraes Rego;
    João Batista


    Deus é muito bom

    ResponderExcluir

Pedras Verdes, Pedreiras, MA, Brasil.